A Arca Multincubadora

A Arca Multincubadora surgiu no ano de 2001, pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), incomodados com as dificuldades para fazer com que os resultados de suas pesquisas fossem aplicados na solução de problemas regionais, transformando sua forma de atuação. A nova forma proposta, denominada posteriormente de "Pesquisador Cooperado" (Tecnologia Social certificada no Banco de Tecnologias Sociais da FBB), teve como ponto de virada, a participação de pesquisadores da UFMT, como associados à Cooperativa de Pescadores e Artesão do Pai André e Bom Sucesso -Coorimbatá), que havia alterado seu estatuto, de forma inovadora, incluindo a pesquisa científica como um dos seus objetivos (PRIANTE FILHO et al., 2012). Com o propósito de apoiar Negócio de Impacto Social, que segundo a Artemísia conceitua como negócios de impacto social empresas que oferecem, de forma intencional, soluções escaláveis para problemas sociais da população de baixa renda.

A Arca Multincubadora tem atuado no desenvolvimento comunitário, disseminação do conhecimento, empoderamento social, participação em fóruns e conselhos, na assistência técnica, na promoção do extrativismo, na produção Agroecológica e na formalização de uma rede de Agricultores Familiares no Bioma Pantanal.

A Arca Multincubadora tem no saber fazer local a fonte do conhecimento, e a partir da sistematização promover a disseminação dos saberes. Atua em parcerias com a comunidade e com o ecossistema buscando apoio e engajamento nas ações desenvolvidas.

A Arca Multincubadora tem como objetivo principal o desenvolvimento econômico, financeiro, social, cultural e ambiental. Estas premissas na ótica da agricultura familiar têm ações voltadas ao manejo Agroecológico, extrativismo, recuperação de áreas degradadas e ao uso consciente dos recursos Naturais.

As ações da Arca Multincubadora tem suas raízes nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável - ODS - das Nações Unidas.